Carrinho de compras

Você ainda não adicionou nenhum produto em seu carrinho de compras.

A modéstia do corpo

Para mortificar o corpo, comecemos por observar perfeitamente as regras da modéstia e urbanidade; nisto se encontra abundante matéria de mortificação. O princípio, que nos deve servir de regra, é o de São Paulo: “Não sabeis que os vossos corpos são membros do Espírito Santo que reside em vós? Nescitis quoniam corpora vestra membra sunt Christi?… Membra vestra templum sunt Spiritus Sancti” (1 Cor 6, 15,19). É mister, pois, respeitar o nosso corpo como um... ver mais

Artigo de segunda-feira, 4 de dezembro de 2017.

Artigo de segunda-feira, 4 de dezembro de 2017.

Tags: corpo filotéia modéstia

Compartilhar no WhatsApp

A sensualidade e o dano intelectual

Não são menos deploráveis os efeitos intelectuais da sensualidade; a satisfação dos sentidos é feita à custa do espírito, e a vida dissoluta do corpo destrói, por sua vez, as energias da alma. Para expandir-se, a inteligência necessita da tranquilidade da carne, do equilíbrio das funções, da pureza e do frescor do sangue, do repouso dos nervos. Quando considero o corpo nas suas relações com a inteligência, da qual ele é o instrumento natural, não posso... ver mais

Artigo de quinta-feira, 30 de novembro de 2017.

Artigo de quinta-feira, 30 de novembro de 2017.

Tags: corpo inteligência sensualidade

Compartilhar no WhatsApp