Meditações de Santo Afonso

R$ 170,00 180,00
12x de R$ 15,87 no cartão
Apenas R$ 168,00 no depósito bancário
Temos em estoque!

Clique no botão para comprar:

Seja avisado quando o produto voltar ao estoque:

Ok
Observações: As imagens são fotos reais do produto, sem tratamento de imagem. As cores do produto podem sofrer uma pequena variação devido a luminosidade do ambiente que a foto foi tirada.

Compartilhe nas redes sociais:

Informações do produto

Este é livro é uma coleção de meditações católicas diárias escritas por Santo Afonso Maria de Ligório, bispo e Doutor da Igreja. Obra esta compilada em volume único e dividida em 3 Tomos, abrange uma meditação para todos os  dias e festas do ano, todas tiradas de suas mais de 120 obras publicadas. Usadas para a meditação diária durante o ano inteiro, é uma obra tradicional católica, baseado no calendário romano tridentino.

A liturgia católica é tratada de uma ponta a outra, incluindo um amplo apêndice com novenas, festas de santos, meditações reservas, dentre outras devoções. A divisão ocorre da seguinte maneira:

Tomo I: desde o primeiro domingo do Advento até a Semana Santa. 

Tomo II: desde o Domingo da Páscoa até a Undécima Semana depois de Pentecostes.

Tomo III: desde a Duodécima Semana depois de Pentecostes até o fim do ano eclesiástico.

Os textos do Doutor Zelosíssimo são redigidos de forma acessível e, ao mesmo tempo, conduzem-nos em direção às “águas profundas” (Lc 5, 4) da vida espiritual. Essas mais de mil páginas estão inflamadas do fogo que Nosso Senhor veio trazer à terra (Lc 12, 49) e, com o auxílio da graça divina, poderemos amar a Deus e ao próximo, não com palavras e de boca, e sim com atitudes e em verdade (1Jo 3, 18).

Tomo I: Desde o Primeiro Domingo do Advento até a Semana Santa

  • Modo de fazer a oração mental, por Santo Afonso

Primeira Semana do Advento

  • Domingo. A temeridade do pecador e o dia do Juízo
  • Segunda-feira. O pecado de Adão e o amor de Deus pelos homens
  • Terça-feira. O decreto da Encarnação do Verbo
  • Quarta-feira. O Verbo se faz homem na plenitude dos tempos
  • Quinta-feira. Jesus ilumina o mundo e glorifica a Deus
  • Sexta-feira. Quais sejam os que na verdade seguem a Jesus Cristo
  • Sábado. Inefável dignidade de Maria Santíssima

Segunda Semana do Advento

  • Domingo. O encarceramento de João e a utilidade das tribulações
  • Segunda-feira. Deus entrega o próprio Filho à morte para nos dar a vida
  • Terça-feira. Retrato de um homem que acaba de passar a outra vida
  • Quarta-feira. Amor que o Filho de Deus nos mostrou na Redenção
  • Quinta-feira. Jesus, Homem de dores desde o seio de sua Mãe
  • Sexta-feira. Na Cruz acha-se a nossa salvação
  • Sábado. Maria Santíssima, modelo de paciência

Terceira Semana do Advento

  • Domingo. O testemunho de São João Batista e a modéstia cristã
  • Segunda-feira. Jesus Menino toma sobre si todos os pecados dos homens
  • Terça-feira. No inferno sofre-se sempre
  • Quarta-feira. Jesus, fonte de graças
  • Quinta-feira. Jesus atribulado durante toda a sua vida

Novena para a Festa do Natal

  • 1º dia – 16 de dezembro. Jesus Menino consente em ser nosso Redentor
  • 2º dia – 17 de dezembro. Tristeza do Coração de Jesus no seio da Virgem Maria
  • 3º dia – 18 de dezembro. Expectação do Parto da Virgem Maria
  • 4º dia – 19 de dezembro. A Paixão de Jesus Cristo durou todo o tempo da sua vida
  • 5º dia – 20 de dezembro. Jesus Menino se oferece à justiça divina como nossa vitima
  • 6º dia – 21 de dezembro. Dor de Jesus Menino pela previsão da ingratidão dos homens
  • 7º dia – 22 de dezembro. Viagem de São José e Maria Santíssima a Belém
  • 8º dia – 23 de dezembro. José e Maria peregrinos em Belém sem abrigo
  • 9º dia – 24 de dezembro. A Gruta de Belém

Do Natal à Epifania

  • 25 de dezembro. Natividade de Nosso Senhor Jesus Cristo
  • 26 de dezembro. Festa de Santo Estevão, Proto mártir
  • Meditação para a tarde do mesmo dia: Uma visita à Gruta de Belém
  • 27 de dezembro. Festa de São João Evangelista
  • Meditação para a tarde do mesmo dia: Oferecimento do coração a Jesus Menino
  • 28 de dezembro. Festa dos Santos Inocentes
  • Meditação para a tarde do mesmo dia: Felicidade de quem nasceu depois da Redenção e na Igreja Católica
  • 29 de dezembro. Alegria trazida ao mundo pelo nascimento de Jesus Cristo
  • 30 de dezembro. Vida de tribulações que Jesus Cristo começou a levar desde seu nascimento
  • 1 de janeiro. A Circuncisão de Jesus e o Sacramento do Batismo
  • 2 de janeiro. Porque Jesus quis nascer criança
  • 3 de janeiro. Jesus envolto em faixas
  • 4 de janeiro. Jesus é alimentado
  • 5 de janeiro. O sono de Jesus Menino
  • 6 de janeiro. Epifania de Nosso Senhor Jesus Cristo
  • 7 de janeiro. Jesus chora
  • 8 de janeiro. Da vida humilde e desprezada que Jesus levou desde a meninice
  • 9 de janeiro. Misericórdia de Deus em baixar do céu para nos salvar com a sua morte
  • 10 de janeiro. Vida pobre que Jesus começou a levar desde o seu nascimento
  • Sábado da oitava da Epifania. Solicitude maternal de Maria para com Jesus Cristo

Primeira Semana depois da Epifania

  • Domingo. Perda de Jesus no Templo
  • Segunda-feira. Fim do homem
  • Terça-feira. Hei de morrer um dia
  • Quarta-feira. A eternidade do inferno é terrível, mas justa
  • Quinta-feira. Exemplos que nos da Jesus Menino
  • Sexta-feira. Fuga de Jesus para o Egito
  • Sábado. Maria Santíssima, modelo de fé

Segunda Semana depois da Epifania

  • Domingo. Desejo que Jesus teve de sofrer por nós
  • Segunda-feira. O amor vence tudo
  • Terça-feira. Remorsos e desejos de um pecador moribundo
  • Quarta-feira. Morte feliz dos religiosos
  • Quinta-feira. Estada de Jesus no Egito
  • Sexta-feira. Volta de Jesus do Egito
  • Sábado. Santo Afonso, modelo de devoção a Maria Santíssima

Terceira Semana depois da Epifania

  • Domingo. O Centurião e os homens de meia fé
  • Segunda-feira. Os bens do mundo não nos podem fazer felizes
  • Terça-feira. Vinda do divino Juiz e exame no Juízo Final
  • Quarta-feira. Quanto é cara a Deus a alma que se lhe entrega toda
  • Quinta-feira. Jesus na casa de Nazaré
  • Sexta-feira. Jesus cresce em idade, em sabedoria, e em graça
  • Sábado. Da confiança em Maria, Rainha de misericórdia

Quarta Semana depois da Epifania

  • Domingo. A barca na tempestade e a Igreja Católica
  • Segunda-feira. Incerteza da hora da morte
  • Terça-feira. Do fogo do inferno
  • Quarta-feira. Qual será o gozo dos Bem-aventurados no paraíso
  • Quinta-feira. Devemos esperar tudo pelos merecimentos de Jesus Cristo
  • Sexta-feira. Jesus quis sofrer afim de ganhar os nossos corações
  • Sábado. Maria Santíssima, modelo de esperança

Quinta Semana depois da Epifania

  • Domingo. A parábola do joio e a conduta de Deus para com os pecadores
  • Segunda-feira. Sejamos peregrinos sobre a terra
  • Terça-feira. Loucura dos pecadores
  • Quarta-feira. O pecador abandonado por Deus
  • Quinta-feira. Amor que Deus mostrou aos homens no mistério da Encarnação
  • Sexta-feira. A pena mais grave do Menino Jesus
  • Sábado. Quanto os religiosos devem confiar no patrocínio de Maria

Sexta Semana depois da Epifania

  • Domingo. A parábola do fermento e os efeitos da graça santificante
  • Segunda-feira. Necessidade da oração mental
  • Terça-feira. Paciência de Deus em esperar que o pecador faça penitência
  • Quarta-feira. Momento da morte
  • Quinta-feira. Amor de Deus em fazer-se homem
  • Sexta-feira. Amor de Deus em fazer-se criança
  • Sábado. Vantagens das Congregações de Maria Santíssima

Semana da Septuagésima

  • Domingo. A parábola dos operários e a recompensa divina
  • Segunda-feira. Para ser santo é preciso desejá-lo muito
  • Terça-feira. Comemoração da agonia e oração de Jesus no Horto
  • Quarta-feira. O pecador não quer obedecer a Deus
  • Quinta-feira. A santa Missa dá a Deus uma honra infinita
  • Sexta-feira. Coração de Jesus, aflito pelo pecado de escândalo
  • Sábado. Da gratidão para com as dores de Maria Santíssima

Semana da Sexagésima

  • Domingo. A parábola do semeador e a palavra divina
  • Segunda-feira. O pecador aflige o Coração de Deus
  • Terça-feira. O pecado renova a Paixão de Jesus Cristo
  • Quarta-feira. Do número dos pecados
  • Quinta-feira. O Carnaval Santificado e as Divinas Beneficências
  • Sexta-feira. Amor de Jesus em querer satisfazer por nós
  • Sábado. Frutos da meditação das dores de Maria Santíssima

Semana da Quinquagésima

  • Domingo. A Paixão de Jesus Cristo e os divertimentos do carnaval
  • Segunda-feira. Da confiança em Jesus Cristo
  • Terça-feira. O pecador expulsa Deus do seu coração
  • Quarta-feira de Cinzas. A lembrança da morte e o jejum quaresmal
  • Quinta-feira. Amor de Jesus Cristo em dar-se a nós como alimento
  • Sexta-feira. Comemoração da Coroa de espinhos de Nosso Senhor Jesus Cristo
  • Sábado. Primeira dor de Maria Santíssima – Profecia de Simeão

Primeira Semana da Quaresma

  • Domingo. Jesus no deserto e as tentações das almas escolhidas
  • Segunda-feira. Bem-aventurado o que não quer outra coisa senão a Deus
  • Terça-feira. Quanto é doce a morte do justo
  • Quarta-feira. Contas que terá de dar a Jesus Cristo quem não segue a vocação
  • Quinta-feira. Quanto Jesus deseja unir-se conosco na santa Comunhão
  • Sexta-feira. Comemoração da Lança e dos Cravos de Nosso Senhor Jesus Cristo
  • Sábado. Segunda dor de Maria Santíssima – Fugida para o Egito

Segunda Semana da Quaresma

  • Domingo. A transfiguração de Jesus Cristo e as delícias do paraíso
  • Segunda-feira. Como devemos preparar-nos para a morte
  • Terça-feira. Efeitos que em nós produz a divina graça
  • Quarta-feira. Da dignidade de São José, Esposo da Virgem Maria
  • Quinta-feira. Jesus presente nos altares para ser acessível a todos
  • Sexta-feira. Comemoração do Sagrado Sudário de Nosso Senhor Jesus Cristo
  • Sábado. Maria Santíssima, modelo de amor para com Deus

Terceira Semana da Quaresma

  • Domingo. O demônio mudo e as confissões sacrílegas
  • Outra meditação para o mesmo Domingo. Estado miserável dos que recaem no pecado
  • Segunda-feira. Da verdadeira sabedoria
  • Terça-feira. A separação dos escolhidos e dos réprobos no Juízo Final
  • Quarta-feira. Da glória de São José, Esposo da Virgem Maria
  • Quinta-feira. Grandeza da dádiva que Jesus Cristo nos fez na Santíssima Eucaristia
  • Sexta-feira. Comemoração das cinco Chagas de Nosso Senhor Jesus Cristo
  • Sábado. Terceira dor de Maria Santíssima – Perda de Jesus no templo

Quarta Semana da Quaresma

  • Domingo. A multidão faminta e as almas do purgatório
  • Outra meditação para o mesmo Domingo. Terna compaixão de Jesus Cristo para com os pecadores
  • Segunda-feira. Meios para alcançar o amor de Deus e a santidade
  • Terça-feira. Da nobreza da alma
  • Quarta-feira. Sentença dos escolhidos e dos réprobos no Juízo Universal
  • Quinta-feira. União da alma com Jesus na Santa Comunhão
  • Sexta-feira. Comemoração do preciosíssimo Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo
  • Sábado. Dor de Maria Santíssima em consentir na morte de Jesus

Quinta Semana da Quaresma

  • Domingo da Paixão. Grande fruto que se tira da meditação da Paixão de Jesus Cristo
  • Segunda-feira. Conselho dos Judeus e traição de Judas
  • Terça-feira. Última ceia de Jesus Cristo com os seus discípulos
  • Quarta-feira. Jesus ora no Horto e sua sangue
  • Quinta-feira. Jesus é preso, ligado e conduzido a Jerusalém
  • Sexta-feira. Comemoração das sete Dores de Maria Santíssima
  • Sábado. Jesus é apresentado aos pontífices e por eles condenado à morte

Semana Santa

  • Domingo de Ramos. Jesus faz a sua entrada triunfal em Jerusalém
  • Segunda-feira. Jesus é levado a Pilatos e a Herodes, e posposto a Barrabás
  • Meditação para a tarde do mesmo dia. Jesus preso à coluna e flagelado
  • Terça-feira. Jesus é coroado de espinhos e apresentado ao povo
  • Meditação para a tarde do mesmo dia. Jesus é condenado e vai ao Calvário
  • Quarta-feira. Quarta Dor de Maria Santíssima – Encontro com Jesus, que carrega a cruz
  • Meditação para a tarde do mesmo dia. Jesus é crucificado entre dois ladrões
  • Quinta-feira. O dia do Amor
  • Meditação para a tarde do mesmo dia. Quinta Dor de Maria Santíssima – Morte de Jesus
  • Sexta-feira. Morte de Jesus
  • Meditação para a tarde do mesmo dia. Sexta Dor de Maria Santíssima – Jesus é descido da cruz
  • Sábado Santo. Sétima Dor de Maria Santíssima – Sepultura de Jesus
  • Meditação para a tarde do mesmo dia. Soledade de Maria Santíssima depois da sepultura de Jesus

Meditações para diversas festas de Nosso Senhor, de Maria Santíssima, dos santos apóstolos e de outros santos

  • 6 de dezembro. Festa de São Nicolau, Bispo
  • 8 de dezembro. Festa da Imaculada Conceição de Maria
  • 21 de dezembro. Festa do Apóstolo São Tomé
  • 29 de janeiro ou 24 de Janeiro. Festa de São Francisco de Sales
  • 2 de fevereiro. Festa da Purificação de Maria e da Apresentação de Jesus
  • 7 de março ou 28 de Janeiro. Festa de Santo Tomás de Aquino
  • 15 de março. Festa de São Clemente Maria Hofbauer
  • 19 de março. Festa de São José, Esposo da Virgem Maria
  • 21 de março. Festa de São Bento, Abade
  • 25 de março. Festa da Anunciação de Maria Santíssima

Apêndice

I. Meditações para as primeiras sextas-feiras do mês, dedicadas ao Sagrado Coração de Jesus

  • Janeiro. A Devoção ao Sagrado Coração, Seta Reservada
  • Fevereiro. Recompensa da devoção ao Sagrado Coração: a Perseverança
  • Março. Meio de nos unirmos ao Sagrado Coração: a Boa Intenção

II. Devoção ao Menino Jesus. Meditações para o dia 25 de cada mês sobre o grande mistério da Encarnação do Verbo

  • 25 de janeiro. Necessidade da Fé para contemplar com fruto o Mistério da Encarnação
  • 25 de fevereiro. Motivos para Esperar em Jesus Cristo
  • 25 de março. Festa da Anunciação de Maria Santíssima

III. Devoção a São José. Meditações para as quartas-feiras de março, consagrado ao santo Patriarca, Esposo puríssimo da Virgem Maria

  • 1ª Quarta-feira de março. Da viagem de São José e Maria Santíssima a Belém, onde nasceu Jesus
  • 2ª Quarta-feira de março. Fuga para o Egito
  • 3ª Quarta-feira de março. Da volta do Egito e da perda de Jesus no Templo
  • 4ª Quarta-feira de março. Da dignidade de São José, Esposo da Virgem Maria
  • 5ª Quarta-feira de março. Da glória de São José, Esposo da Virgem Maria

IV. Devoção a Santo Afonso. Meditações nas quais o santo doutor é proposto como modelo das doze virtudes fundamentais

  • Janeiro. Santo Afonso, modelo de fé viva
  • Fevereiro. Santo Afonso, modelo de firme confiança
  • Março. Santo Afonso, modelo de amor a Deus

V. Meditações de reserva de que cada um poderá servir-se em substituição às meditações que talvez convenham menos ao seu estado ou disposição

  • 1ª Meditação. Jesus nasce Menino
  • 2ª Meditação. Da vida oculta de Jesus no Santíssimo Sacramento
  • 3ª Meditação. Da oração dominical
  • 4ª Meditação. Continuação da explicação da oração dominical
  • 5ª Meditação. Formosura de Maria Santíssima
  • 6ª Meditação. Do grande mal que fazem os que ocultam os pecados na confissão
  • 7ª Meditação. Da fugida das ocasiões

Tomo II: Desde o Domingo de Páscoa

I. Domingos, festas e tempos do Ano Eclesiástico

Semana de Páscoa

  • Domingo. A ressurreição de Jesus Cristo e a esperança do Cristão
  • Segunda-feira. A ressurreição dos corpos no Juízo universal
  • Terça-feira. No céu goza-se uma felicidade perfeita
  • Quarta-feira. Necessidade da perseverança
  • Quinta-feira. Da Comunhão Sacrílega
  • Sexta-feira. Conformidade com a vontade de Deus a exemplo de Jesus Cristo
  • Sábado. Aparição de Jesus ressuscitado a sua Mãe Maria Santíssima

Segunda Semana depois da Páscoa

  • Domingo. Só em Deus se acha a verdadeira paz
  • Segunda-feira. Da caridade fraterna
  • Terça-feira. Vaidade do mundo
  • Quarta-feira. A pena que terá no inferno quem se condenar por ter perdido a vocação
  • Quinta-feira. Jesus no Santíssimo Sacramento, o melhor dos amigos
  • Sexta-feira. É mister sofrer tudo para agradar a Deus
  • Sábado. Maria Santíssima, modelo de caridade para com o próximo

Terceira Semana depois da Páscoa

  • Domingo. Jesus, o bom Pastor
  • Segunda-feira. Motivos que temos de honrar a São José
  • Terça-feira. Convivência de São José com Jesus e Maria
  • Quarta-feira. Solenidade de São José
  • Quinta-feira. Da oração depende a nossa salvação
  • Sexta-feira. Da morte
  • Sábado. Do amor que são José teve a Jesus e Maria

Quarta Semana depois da Páscoa

  • Domingo. O pensamento da eternidade
  • Segunda-feira. Da tibieza
  • Terça-feira. O nada dos bens do mundo
  • Quarta-feira. A salvação é a única coisa necessária
  • Quinta-feira. A igreja onde está Jesus Sacramentado é o santuário mais augusto
  • Sexta-feira. Quem ama Jesus Cristo deve odiar o mundo
  • Sábado. Maria Santíssima, modelo de pobreza

Quinta Semana depois da Páscoa

  • Domingo. A tristeza os Apóstolos e as desolações espirituais
  • Segunda-feira. A morte despoja-nos de tudo
  • Terça-feira. A glória imensa que gozam no céu os religiosos
  • Quarta-feira. Remorso do condenado: podia salvar-me tão facilmente
  • Quinta-feira. A Santa Missa é um meio seguro para obter as misericórdias divinas
  • Sexta-feira. Felicidade de quem se conforma com a vontade de Deus
  • Sábado. Poder de Maria Santíssima para nos defender nas tentações

Sexta Semana depois da Páscoa

  • Domingo. As promessas de Deus e a eficácia da oração
  • Segunda-feira. Quem deseja a salvação, deve temer a condenação
  • Terça-feira. Infeliz de quem peca contando com o perdão
  • Quarta-feira. O dia da desilusão
  • Quinta-feira. Festa da Ascensão de Nosso Senhor Jesus Cristo

Novena do Espírito Santo

  • 1º Dia – Sexta-feira. O amor é um fogo que abrasa
  • 2º Dia – Sábado. O amor é uma luz que esclarece
  • 3º Dia – Domingo na oitava da Ascensão. O amor é uma água que apaga a sede
  • 4º Dia – Segunda-feira. O amor é um orvalho que fertiliza
  • 5º Dia – Terça-feira. O amor é um repouso que restaura as forças
  • 6º Dia – Quarta-feira. O amor é uma virtude que fortifica
  • 7º Dia – Quinta-feira. Pelo amor a alma torna-se morada de Deus
  • 8º Dia – Sexta-feira. O amor é um vínculo
  • 9º Dia – Sábado. O amor é um tesouro que encerra todos os bens

Semana de Pentecostes

  • Domingo. Amor de Deus para com os homens na missão do Espírito Santo
  • Segunda-feira. A salvação é o negócio mais importante e o mais descuidado
  • Terça-feira. A pena dos sentidos no inferno
  • Quarta-feira. Necessidade da observância regular para um religioso
  • Quinta-feira. Respeito devido à dignidade sacerdotal
  • Sexta-feira. Devoção de Santo Afonso à Paixão de Jesus Cristo
  • Sábado. Maria Santíssima, modelo de castidade

Segunda Semana depois de Pentecostes

  • I Domingo. Festa da Santíssima Trindade
  • Segunda-feira. O corpo na tumba
  • Terça-feira. Acusação da alma no juízo particular

Novena do Sagrado Coração de Jesus

  • 1º dia – Quarta-feira. Coração amável de Jesus
  • 2º dia – Quinta-feira. Solenidade do Corpo de Deus
  • 3º dia – Sexta-feira. Coração amante de Jesus
  • 4º dia – Sábado. Coração de Jesus, suspirando por ser amado
  • 5º dia – II Domingo depois de Pentecostes. Coração aflito de Jesus
  • 6º dia – Segunda-feira. Coração misericordioso de Jesus
  • 7º dia – Terça-feira. Liberalidade do Coração de Jesus
  • 8º dia – Quarta-feira. Coração agradecido de Jesus
  • 9º dia – Quinta-feira. Coração de Jesus desprezado

Terceira Semana depois de Pentecostes

  • Sexta-feira. Festa do Sagrado Coração de Jesus
  • Sábado. Coração de Maria, imagem fiel do Coração de Jesus

Quarta Semana depois de Pentecostes

  • III Domingo. A ovelha perdida e o Pastor divino
  • Segunda-feira. Devemos morrer
  • Terça-feira. Da pureza de intenção
  • Quarta-feira. Para se santificar a alma deve dar-se toda e sem reserva a Deus
  • Quinta-feira. A santa comunhão nos faz perseverar na graça divina
  • Sexta-feira. Quão útil é meditar na Paixão de Jesus Cristo
  • Sábado. Do grande amor que nos tem Maria Santíssima

Quinta Semana depois de Pentecostes

  • IV Domingo. A pesca milagrosa e o ministério apostólico
  • Segunda-feira. O desprezo do tempo e a hora da morte
  • Terça-feira. A sentença da alma culpada no juízo particular
  • Quarta-feira. Dano que causa aos religiosos a tibieza
  • Quinta-feira. Jesus no Santíssimo Sacramento, modelo de obediência
  • Sexta-feira. A cruz de Jesus e as tribulações da vida presente
  • Sábado. Da Saudação Angélica

Sexta Semana depois de Pentecostes

  • V Domingo. O vício da ira e o modo de refreá-la
  • Segunda-feira. O grande segredo para viver bem
  • Terça-feira. Grandeza da divina misericórdia
  • Quarta-feira. Deus é o bem que faz o paraíso
  • Quinta-feira. Jesus no Santíssimo Sacramento é prisioneiro de amor
  • Sexta-feira. Quanto agrada a Jesus a lembrança da sua Paixão
  • Sábado. Maria Santíssima, modelo de obediência

Sétima Semana depois de Pentecostes

  • VI Domingo. As turbas famintas e a vaidade dos bens terrestres
  • Segunda-feira. Importância do último momento da vida
  • Terça-feira. A paz que Deus faz gozar aos bons religiosos
  • Quarta-feira. Quem ama a Deus, suspira por vê-lo no céu
  • Quinta-feira. Jesus no Santíssimo Sacramento faz as delícias das almas desprendidas
  • Sexta-feira. Da vida penosa de Jesus Cristo
  • Sábado. Maria Santíssima é a medianeira dos pecadores para com Deus

Oitava Semana depois de Pentecostes

  • VII Domingo. Os falsos profetas e a necessidade das boas obras
  • Segunda-feira. Valor do Tempo
  • Terça-feira. Temos de escolher entre uma eternidade feliz e outra infeliz
  • Quarta-feira. Angustias do pecador moribundo
  • Quinta-feira. Da preparação para a Santa Comunhão e da ação de graças
  • Sexta-feira. A Meditação da Paixão de Jesus Cristo é uma escola do Divino Amor
  • Sábado. Da confiança que devemos ter em Maria, como nossa Mãe

Nona Semana depois de Pentecostes

  • VIII Domingo. O feitor infiel e o dia das contas
  • Segunda-feira. Misericórdia de Deus em chamar o pecador à penitência
  • Terça-feira. Remorso do condenado: Eu me condenei por um nada
  • Quarta-feira. A vida dos religiosos é mais semelhante à de Jesus Cristo
  • Quinta-feira. Santo Afonso, modelo de devoção a Jesus Sacramentado
  • Sexta-feira. Desejo de Jesus de sofrer por nós
  • Sábado. O devoto de Maria Santíssima deve imitar-lhe as virtudes

Décima Semana depois de Pentecostes

  • IX Domingo. A ruína de Jerusalém e o fim de uma alma descuidada
  • Segunda-feira. Importância do último fim
  • Terça-feira. A morte dos Santos é preciosa
  • Quarta-feira. Condições da oração
  • Quinta-feira. Da oração feita diante do Santíssimo Sacramento
  • Sexta-feira. O abandono de Jesus sobre a Cruz e a pena de dano no inferno
  • Sábado. Maria Santíssima é o refúgio dos pecadores

Undécima Semana depois de Pentecostes

  • X Domingo. O Fariseu e o Publicano
  • Segunda-feira. Malícia do Pecado Mortal
  • Terça-feira. A alma culpada diante do Juiz Divino
  • Quarta-feira. Pena de dano que os réprobos sofrem no inferno
  • Quinta-feira. A Missa é um sacrifício de agradecimento proporcionado à divina beneficência
  • Sexta-feira. Das humilhações e desprezos que Jesus Cristo sofreu
  • Sábado. Maria Santíssima, modelo de humildade

II. Meditações para diversas festas de Nosso Senhor, de Maria Santíssima, dos santos apóstolos e de outros santos

  • 26 de abril. Festa de Nossa Senhora do Bom Conselho
  • 30 de abril. Motivos para celebrar o mês de Maria
  • 1º de maio. Festa dos Apóstolos São Filipe e São Tiago
  • 6 de maio. Festa de São João ante a Porta Latina
  • 26 de maio. Festa de São Filipe Neri
  • 31 de maio. Oferecimento do Coração a Maria Santíssima
  • 1 de junho. Sobre a Devoção ao Sagrado Coração de Jesus
  • 21 de junho. Festa de São Luiz Gonzaga
  • Domingo antes do dia 24 de Junho. Festa de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro
  • 24 de junho. Festa de São João Batista
  • 1 de julho. Festa do Preciosíssimo Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo
  • 2 de julho. Festa da Visitação de Nossa Senhora
  • 16 de julho. Festa de Nossa Senhora do Carmo
  • Terceiro domingo de julho. Solenidade do Santíssimo Redentor
  • 19 de julho. Festa de São Vicente de Paulo
  • 22 de julho. Festa de Santa Maria Madalena Penitente

Apêndice

I. Meditações para as primeiras sextas-feiras do mês, dedicadas ao Sagrado Coração de Jesus

  • 1ª Sexta-feira de abril. Sagrado Coração, reservatório de graças
  • 1ª Sexta-feira de maio. Coração de Jesus, vítima voluntária
  • 1ª Sexta-feira de junho. Apostolado perpétuo do Coração de Jesus
  • 1ª Sexta-feira de julho. Coração de Jesus, modelo de humildade

II. Devoção ao Menino Jesus. Meditações para o dia 25 de cada mês sobre o grande mistério da Encarnação do Verbo

  • 25 de abril. Jesus o Médico das nossas Almas
  • 25 de maio. Pobreza do Menino Jesus
  • 25 de junho. O Filho de Deus tomou sobre si as nossas iniquidades
  • 25 de julho. Jesus, modelo de Obediência

III. Devoção a Santo Afonso. Meditações nas quais o santo doutor é proposto como modelo das doze virtudes fundamentais

  • Abril. Santo Afonso, modelo de amor para com o próximo
  • Maio. Santo Afonso, modelo de pobreza evangélica
  • Junho. Santo Afonso, modelo de castidade
  • Julho. Santo Afonso, modelo de obediência

IV. Meditações de reserva de que cada um poderá servir-se em substituição às meditações que talvez convenham menos ao seu estado ou disposição

  • 1ª Meditação. Tormentos interiores do pecador
  • 2ª Meditação. A morte é para o justo o fim de perigos
  • 3ª Meditação. Do amor a Deus
  • 4ª Meditação. Estada amorosa de Jesus no Santíssimo Sacramento
  • 5ª Meditação. Maria Santíssima é cheia de graça
  • 6ª Meditação. Deus deve ser o nosso único fim
  • 7ª Meditação. A Misericórdia de Deus e as Ilusões do Pecador
  • 8ª Meditação. Do grande meio para vencer as Tentações

Tomo III: Desde a duodécima semana depois de Pentecostes até ao fim do ano eclesiástico

Duodécima Semana depois de Pentecostes

  • XI Domingo. O milagre do surdo-mudo e os espiritualmente mudos
  • Segunda-feira. Não se perdoa a todos igual número de pecados
  • Terça-feira. Pensamento da morte faz perder o apego dos bens do mundo
  • Quarta-feira. Os bens do céu são inefáveis
  • Quinta-feira. A Santíssima Eucaristia é uma fornalha de amor
  • Sexta-feira. Grandes penas de Jesus sobre a cruz
  • Sábado. Grandezas inefáveis de Maria Santíssima

Décima Terceira Semana depois de Pentecostes

  • XII Domingo. O bom samaritano e o divino Redentor
  • Segunda-feira. Necessidade da mansidão e da humildade para o religioso
  • Terça-feira. Angústias da alma descuidada na hora da morte
  • Quarta-feira. Bem-aventurado daquele que se conserva fiel a Deus na adversidade
  • Quinta-feira. Jesus no Santíssimo Sacramento não deseja senão dispensar graças
  • Sexta-feira. A prisão de Jesus e as más ocasiões
  • Sábado. Da devoção à Divina Mãe

Décima Quarta Semana depois de Pentecostes

  • Domingo. Os dez leprosos e o pecado de ingratidão
  • Segunda-feira. A nossa perfeição consiste na conformidade com a vontade divina
  • Terça-feira. Do grande mal que é o desafeto de Deus
  • Quarta-feira. A ressurreição dos corpos no dia do Juízo
  • Quinta-feira. Os adoradores de Jesus Sacramentado
  • Sexta-feira. Coração aflito de Jesus, consolado pelo zelo das almas
  • Sábado. Maria Santíssima alcança a perseverança para seus devotos

Décima Quinta Semana depois de Pentecostes

  • Domingo. Os Dois senhores e as Almas Tíbias
  • Segunda-feira. Da Mortificação Interior
  • Terça-feira. A cada momento nos aproximamos da Morte
  • Quarta-feira. Da eternidade do Inferno
  • Quinta-feira. Jesus no Santíssimo Sacramento dá audiência a todos e a qualquer hora
  • Sexta-feira. Jesus tratado como o último dos homens
  • Sábado. Martírio de Maria Santíssima ao pé da Cruz

Décima Sexta Semana depois de Pentecostes

  • Domingo. O Moço de Naim e a lembrança da Morte
  • Segunda-feira. Do amor que Deus nos mostrou
  • Terça-feira. Deus é Misericordioso, mas também Justo
  • Quarta-feira. Felicidade eterna do céu
  • Quinta-feira. Do sagrado Viático
  • Sexta-feira. Jesus, homem de dores
  • Sábado. Maria Santíssima, modelo de Mortificação

Décima Sétima Semana depois de Pentecostes

  • Domingo. O homem hidrópico e o cristão ambicioso
  • Outra meditação para o mesmo dia: O homem e o vício da impureza
  • Segunda-feira. Do zelo da salvação das almas que devem ter os religiosos
  • Terça-feira. Devemos recear que o primeiro novo pecado seja talvez o último
  • Quarta-feira. A casa da eternidade
  • Quinta-feira. A Santa Missa é um meio eficaz para obtermos as graças de Deus
  • Sexta-feira. Vida desolada de Jesus Cristo
  • Sábado. Maria Santíssima é a esperança de todos

Décima Oitava Semana depois de Pentecostes

  • Domingo. O compêndio da lei é o preceito da caridade
  • Segunda-feira. Desprezo do mundo com o pensamento da morte
  • Terça-feira. Vantagens das tentações
  • Quarta-feira. Morte continua do inferno
  • Quinta-feira. Triunfa o amor
  • Sexta-feira. O grande livro que é o Crucifixo
  • Sábado. Maria Santíssima suaviza a morte dos seus devotos

Décima Nona Semana depois de Pentecostes

  • Domingo. A cura do paralítico e a causa das tribulações
  • Segunda-feira. Do negócio da eterna salvação
  • Terça-feira. Da vida retirada
  • Quarta-feira. A morte do justo é a entrada na vida
  • Quinta-feira. Da comunhão espiritual
  • Sexta-feira. Primeira palavra de Jesus Cristo na cruz
  • Sábado. Maria Santíssima, modelo da vida solitária e recolhida

Vigésima Semana depois de Pentecostes

  • Domingo. A parábola do banquete nupcial e a Igreja Católica
  • Segunda-feira. Do amor à solidão
  • Terça-feira. A vida presente é uma viagem para a eternidade
  • Quarta-feira. Entrada da alma no céu
  • Quinta-feira. Jesus no Santíssimo Sacramento, modelo de virtude
  • Sexta-feira. As virtudes do Bom Ladrão e a Segunda palavra de Jesus na Cruz
  • Sábado. Terceira palavra de Jesus Cristo na Cruz

Vigésima Primeira Semana depois de Pentecostes

  • Domingo. O filho do régulo e a utilidade das doenças
  • Segunda-feira. Da solidão do coração
  • Terça-feira. Da Misericórdia de Deus
  • Quarta-feira. A perda da Salvação é um mal sem remédio
  • Quinta-feira. Jesus no Santíssimo Sacramento, nosso bom Pastor
  • Sexta-feira. Quarta palavra de Jesus Cristo na Cruz
  • Sábado. Grandeza da Misericórdia de Maria Santíssima

Vigésima Segunda Semana depois de Pentecostes

  • Domingo. O servo desumano e o perdão das injúrias
  • Segunda-feira. O pecador desonra a Deus
  • Terça-feira. Fins da oração mental
  • Quarta-feira. O grande segredo da morte
  • Quinta-feira. Felicidade dos religiosos em morarem junto com Jesus no Santíssimo Sacramento
  • Sexta-feira. Quinta palavra de Jesus Cristo na Cruz
  • Sábado. Necessidade que temos da intercessão de Maria Santíssima para nossa salvação

Vigésima Terceira Semana depois de Pentecostes

  • Domingo. O tributo de Cesar e a obrigação de amar a Deus
  • Segunda-feira. Remorso do condenado por causa do bem que perdeu
  • Terça-feira. Em que consiste a felicidade dos bem-aventurados no céu
  • Quarta-feira. Para a Salvação é necessário o sacrifício da vontade própria
  • Quinta-feira. O que tenha de fazer a alma na presença de Jesus no Santíssimo Sacramento
  • Sexta-feira. Sexta palavra de Jesus Cristo na Cruz
  • Sábado. Maria Santíssima, modelo de Oração

Vigésima Quarta Semana depois de Pentecostes

  • Domingo. A filha de Jairo, a hemorroíssa, e a alma pecadora
  • Segunda-feira. Das penas do Inferno
  • Terça-feira. Necessidade da oração
  • Quarta-feira. Obrigação que temos de socorrer as almas do purgatório
  • Quinta-feira. Amor de Jesus na instituição do Santíssimo Sacramento, antes de ir morrer
  • Sexta-feira. Sétima palavra de Jesus Cristo na Cruz
  • Sábado. Devoção a São Joaquim e Santa Ana, pais de Maria Santíssima

Terceiro Domingo que sobrou depois da Epifania

  • Domingo. Virtudes praticadas pelo leproso e pelo centurião
  • Segunda-feira. Misericórdia de Deus em acolher os pecadores arrependidos
  • Terça-feira. A glória e o poder no leito da morte
  • Quarta-feira. Só em Deus se acha a verdadeira felicidade
  • Quinta-feira. Excelência da Santíssima Eucaristia
  • Sexta-feira. Suspiros de amor ao pé do Crucifixo
  • Sábado. Prática da Devoção à Maria Santíssima

Quarto Domingo que sobrou depois da Epifania

  • Domingo. A barca na tempestade e o grande meio para não naufragar
  • Segunda-feira. Loucura dos Pecadores
  • Terça-feira. É preciso estarmos sempre prontos para morrer
  • Quarta-feira. O que faz o réprobo no Inferno
  • Quinta-feira. Jesus, no Santíssimo Sacramento, espera-nos com extrema misericórdia
  • Sexta-feira. Frutos que produz a meditação de Jesus Crucificado
  • Sábado. Da confiança no patrocínio de Maria Santíssima

Quinto Domingo que sobrou depois da Epifania

  • Domingo. A parábola do joio e a Igreja Católica
  • Segunda-feira. A notícia da Morte
  • Terça-feira. Das Securas Espirituais
  • Quarta-feira. Desespero dos réprobos no Inferno
  • Quinta-feira. A Santíssima Eucaristia, nossa força contra os nossos inimigos
  • Sexta-feira. Das ignomínias que Jesus Cristo sofreu na sua Paixão
  • Sábado. Maria Santíssima livra os seus devotos do inferno

Sexto Domingo que sobrou depois da Epifania

  • Domingo. O grão de Mostarda e a Igreja Católica
  • Segunda-feira. Da perfeita resignação com a vontade divina
  • Terça-feira. A Salvação é o nosso único negócio
  • Quarta-feira. Para nos prepararmos para a morte não devemos esperar pelo último momento
  • Quinta-feira. Jesus no Santíssimo Sacramento, nosso Consolador
  • Sexta-feira. Amor excessivo de Jesus Cristo para com os homens
  • Sábado. Maria Santíssima socorre os seus devotos no purgatório

Vigésima quinta e última semana depois de Pentecostes

  • Domingo. O fim do mundo e o procedimento dos bons católicos em tempo de perseguição
  • Segunda-feira. Em que coisas nos devemos conformar com a vontade divina
  • Terça-feira. Na morte tudo acaba
  • Quarta-feira. A pena da perda de Deus é o que faz o inferno
  • Quinta-feira. Da assistência à Santa Missa
  • Sexta-feira. A Paixão de Jesus Cristo, nossa Consolação
  • Sábado. Maria Santíssima conduz os seus servos ao paraíso

Meditações para Diversas Festas de Nosso Senhor, de Maria Santíssima, dos Santos Apóstolos e de outros Santos

  • 25 de julho. Festa de São Tiago Maior, Apóstolo
  • 26 de julho. Festa de Santa Ana, Mãe de Maria Santíssima
  • 31 de julho. Festa de Santo Inácio de Loyola
  • 2 de agosto. Festa de Santo Afonso Maria de Ligório
  • 7 de agosto. Festa de São Caetano
  • 15 de agosto. Festa da Assunção de Maria Santíssima
  • 16 de agosto. Festa de São Joaquim, pai de Maria Santíssima
  • 24 de agosto. Festa de São Bartolomeu, Apóstolo
  • 8 de setembro. Festa da Natividade de Maria Santíssima
  • 12 de setembro. Festa do Santíssimo Nome de Maria
  • 14 de setembro. Festa da Exaltação da Santa Cruz de Nosso Senhor Jesus Cristo
  • 15 de setembro. Festa das Dores de Maria Santíssima
  • 21 de setembro. Festa de São Mateus, Apóstolo
  • 29 de setembro. Festa do Arcanjo São Miguel
  • 2 de outubro. Festa dos Santos Anjos da Guarda
  • 4 de outubro. Festa de São Francisco de Assis
  • 7 de outubro. Solenidade do Santíssimo Rosário
  • 15 de outubro. Festa de Santa Teresa de Jesus
  • 28 de outubro. Festa dos Apóstolos São Simão e São Tadeu
  • 1º de novembro. Festa de Todos os Santos
  • Outra meditação para a tarde do mesmo dia. Suspiros pela pátria celestial
  • 2 de novembro. Comemoração de todos os fiéis defuntos
  • 13 de novembro. Festa de Santo Estanislau Kostka
  • 21 de novembro. Festa da Apresentação de Maria Santíssima

Apêndice

  • I. Meditações para as primeiras sextas-feiras do mês, dedicadas ao Sagrado Coração de Jesus
  • Agosto. O Coração de Jesus, modelo de Mansidão
  • Setembro. O Coração de Jesus, Amigo das Almas Castas
  • Outubro. O Coração de Jesus, Centro dos Corações
  • Novembro. O Coração de Jesus, modelo de Conformidade com a Vontade de Deus
  • Dezembro. O Coração de Jesus, modelo de Fidelidade
  • II. Devoção ao Menino Jesus. Meditações para o dia 25 de cada mês sobre o grande mistério da Encarnação do Verbo
  • 25 de agosto. Sublimidade do mistério da Encarnação
  • 25 de setembro. O Menino Jesus, sobre as palhas, ensina-nos a mortificação
  • 25 de outubro. Solidão de Jesus na Gruta de Belém
  • 25 de novembro. Das ocupações do Menino Jesus na Gruta de Belém

III. Devoção a Santo Afonso. Meditações nas quais o Santo Doutor é proposto como Modelo das Doze Virtudes Fundamentais

  • Agosto. Santo Afonso, modelo de mansidão e de humildade
  • Setembro. Santo Afonso, modelo de mortificação
  • Outubro. Santo Afonso, modelo da vida interior e recolhida
  • Novembro. Santo Afonso, modelo de oração
  • Dezembro. Santo Afonso, modelo de paciência e de amor à cruz

IV. Meditações de reserva de que cada um poderá servir-se em substituição às meditações que talvez convenham menos ao seu estado ou disposição

  • 1ª Meditação. Mágoas tardias da Alma negligente na hora da Morte
  • 2ª Meditação. Quem ama a Deus, não deve temer a Morte
  • 3ª Meditação. O Justo morre numa Paz Dulcíssima
  • 4ª Meditação. Meios para se Preparar para a Morte
  • 5ª Meditação. Protestação para a Boa Morte
  • 6ª Meditação. Meios para conservar a Graça de Deus
  • 7ª Meditação. Das Enfermidades

Autor: Santo Afonso Maria de Ligório 
Edição: 1º 
Páginas: 1100
Editora: Magnificat
Encadernação: Capa dura
Formato: 16 x 23
Ano: 1922

Meditações de Santo Afonso

Perguntas e respostas

Últimas perguntas feitas

Tem dúvidas? Faça login para enviar sua pergunta.

Qual informação você precisa?

Qual é o custo de envio?

Você pode calcular digitando seu CEP no campo acima.

Tem como diminuir o valor do frete ou dar frete grátis?

Sim, quanto mais produtos você comprar menos frete você pagará. É possível ver o valor do frete na cesta de compras.

Quando é feito o envio do produto?

Após a confirmação do pagamento enviamos seu produto em até 2 dias úteis ou no próximo dia útil.

Posso retirar o produto na loja física?

Devido a algumas restrições governamentais por causa da pandemia, estamos com essa opção desativada no site.

Vocês enviam para todo o Brasil?

Sim, enviamos para todo o Brasil, pelos Correios, Jadlog ou outra transportadora.

Quais os meios de pagamento que vocês aceitam?

Aceitamos pagamentos parcelados ou à vista no cartão de crédito, cartões de débito, boleto bancário e transferência por TED ou PIX.

Vocês dividem em quantas vezes no cartão de crédito?

Dividimos em até 12 vezes no cartão, nas bandeiras: Visa, Mastercard, Hipercard, American Express, Elo entre outras.

Como funcionam as trocas?

Simples, entre em contato conosco pelo WhatsApp ou envie uma mensagem por e-mail solicitando a troca.

Qual o prazo para troca?

Você poderá trocar a peça em até 7 dias.

Quem paga o custo da troca?

Para trocas, o valor deve ser pago pelo cliente, tanto para envio como para recebimento.

Se o cliente teve frete grátis, o valor de envio não implica que seja gratuito, pois a transportadora é contratada independente da loja.

Quais são as instruções para envio da troca?

Você pode enviá-lo da agência de Correios mais próxima. Para devolver, o produto deve estar nas mesmas condições nas quais você o recebeu.

Os dados para envio são os mesmos do remetente que enviou sua encomenda.

Minha compra tem garantia?

A sua compra está protegida. Em caso de problemas, ou se não receber o produto conforme comprado, vamos devolver o valor pago.

E se eu tiver algum problema com minha compra?

Estamos aqui para ajudar, sempre. Fazemos o acompanhamento até que você receba o que comprou e nos avise que está tudo certo. Em caso de problemas, basta entrar em contato conosco.

Qual é o prazo de garantia?

A garantia que damos é de 30 dias após o recebimento do produto, contra defeitos de fabricação.

A garantia só não é coberta nos seguintes casos: lavagem não conforme as instruções da etiqueta; sinais de ajuste ou conserto por pessoa não autorizada; uso inadequado; desgaste natural do produto; mau uso, tais como: rasgos por objeto cortante ou abrasivo, produtos químicos, agentes da natureza, fogo etc.