Meditações diárias

Meditações de fevereiro
01
Quinta
Santo Afonso, modelo de Firme Confiança
A santa Missa dá a Deus uma honra infinita
Devemos esperar tudo pelos merecimentos de Jesus Cristo
Jesus, no Santíssimo Sacramento, espera-nos com extrema misericórdia
02
Sexta
Coração de Jesus, aflito pelo pecado de escândalo
Frutos que produz a meditação de Jesus Crucificado
Jesus quis sofrer afim de ganhar os nossos corações
03
Sábado
Da confiança no patrocínio de Maria Santíssima
Da gratidão para com as dores de Maria Santíssima
Maria Santíssima, modelo de esperança
04
Domingo
A parábola do joio e a Igreja Católica
A parábola do joio e a conduta de Deus para com os pecadores
A parábola do semeador e a palavra divina
Domingo da Sexagésima
05
Segunda
A notícia da Morte
O pecador aflige o Coração de Deus
Sejamos peregrinos sobre a terra
06
Terça
Das Securas Espirituais
Loucura dos pecadores
O pecado renova a Paixão de Jesus Cristo
07
Quarta
Desespero dos réprobos no Inferno
Do número dos pecados
O pecador abandonado por Deus
08
Quinta
A Santíssima Eucaristia, nossa força contra os nossos inimigos
Amor que Deus mostrou aos homens no mistério da Encarnação
O Carnaval Santificado e as Divinas Beneficências
09
Sexta
A pena mais grave do Menino Jesus
Amor de Jesus em querer satisfazer por nós
Das ignomínias que Jesus Cristo sofreu na sua Paixão
10
Sábado
Frutos da meditação das dores de Maria Santíssima
Maria Santíssima livra os seus devotos do inferno
Quanto os religiosos devem confiar no patrocínio de Maria
11
Domingo
A Paixão de Jesus Cristo e os divertimentos do carnaval
A parábola do fermento e os efeitos da graça santificante
Domingo da Quinquagésima
Domingo de Carnaval
O grão de Mostarda e a Igreja Católica
12
Segunda
Da confiança em Jesus Cristo
Da perfeita resignação com a vontade divina
Necessidade da oração mental
13
Terça
A Salvação é o nosso único negócio
O pecador expulsa Deus do seu coração
Paciência de Deus em esperar que o pecador faça penitência
Terça-feira de Carnaval
14
Quarta
Momento da morte
Para nos prepararmos para a morte não devemos esperar pelo último momento
Quarta-feira de cinzas
15
Quinta
A lembrança da morte e o jejum quaresmal
Amor de Deus em fazer-se homem
Amor de Jesus Cristo em dar-se a nós como alimento
Jesus no Santíssimo Sacramento, nosso Consolador
16
Sexta
Amor de Deus em fazer-se criança
Amor excessivo de Jesus Cristo para com os homens
Comemoração da Coroa de espinhos de Nosso Senhor Jesus Cristo
17
Sábado
Maria Santíssima socorre os seus devotos no purgatório
Primeira dor de Maria Santíssima – Profecia de Simeão
Vantagens das Congregações de Maria Santíssima
18
Domingo
1º Domingo da Quaresma
Jesus no deserto e as tentações das almas escolhidas
19
Segunda
Bem-aventurado o que não quer outra coisa senão a Deus
20
Terça
Quanto é doce a morte do justo
21
Quarta
Contas que terá de dar a Jesus Cristo quem não segue a vocação
22
Quinta
Quanto Jesus deseja unir-se conosco na santa Comunhão
23
Sexta
Comemoração da Lança e dos Cravos de Nosso Senhor Jesus Cristo
24
Sábado
Segunda dor de Maria Santíssima – Fugida para o Egito
25
Domingo
2º Domingo da Quaresma
Motivos para Esperar em Jesus Cristo
A transfiguração de Jesus Cristo e as delícias do paraíso
26
Segunda
Como devemos preparar-nos para a morte
27
Terça
Efeitos que em nós produz a divina graça
28
Quarta
Da dignidade de São José, Esposo da Virgem Maria
Da dignidade de São José, Esposo da Virgem Maria
29
Quinta
Jesus presente nos altares para ser acessível a todos