Estudos

O que pensar da missa nova?

O que pensar da missa nova?

A celebração de frente para o povo tem por objetivo apresentar a Missa como uma refeição (o altar, de frente para o povo, toma geralmente a forma de uma mesa).

O sacerdote, neste caso, é aquele que preside a mesa, e vira-se, naturalmente, em direção ao povo. Mas, porque a Missa não é, essencialmente, uma refeição, esta prática deve ser rejeitada.

Ademais, a celebração versus populum dá a impressão de uma cerimônia puramente mundana, em que o homem está no centro.

A oração se torna mais difícil, pois esse face a face humano não orienta em direção ao Senhor (ad Dominum).

A Missa versus populum não é um retorno aos usos da Igreja primitiva?

É, em realidade, muito duvidoso que a Missa tenha sido celebrada de frente para o povo na Antiguidade Cristã.

Mas, mesmo se for o caso, um retorno a formas litúrgicas abandonadas desde muito tempo não seria boa coisa. Uma tal atitude se opõe à verdadeira Tradição (que se apega ao que foi transmitido [em latim: tradere] e não ao que foi removido).

É o arqueologismo, que Pio XII denunciou na encíclica Mediator Dei, como uma “excessiva e mal-sã paixão pelas coisas antigas”.

Pio XII precisou sua condenação ao “arqueologismo”?

Pio XII explica:

“Por exemplo, seria sair do reto caminho querer dar ao altar sua primitiva forma de mesa (...) Quando se trata da Liturgia sagrada, quem quer que desejasse retornar aos antigos ritos e costumes, rejeitando as normas introduzidas sob a ação da Providência, em razão das circunstâncias, não estaria movido, evidentemente, por uma solicitude sábia e justa.” [286]

É preciso acrescentar que as práticas litúrgicas da Antiguidade são apenas imperfeitamente conhecidas. Expõe-se, pretendendo-se a estas retornar, a muitos erros.

A disposição das Basílicas romanas não prova, de modo indubitável, que, na Antiguidade, a Missa era celebrada de frente para o povo?

É, ao contrário, muito verossímil que a celebração versus populum nunca tenha existido na Antiguidade. É verdade que algumas Basílicas dão a impressão de que o sacerdote celebrava virado para o povo.

Na realidade, é para o Oriente que ele queria se virar, e não ao povo. Se a Basílica estava dirigida para o oeste, o sacerdote se virava para o leste durante o cânon, pois se via no sol que nascia um símbolo de Cristo ressuscitado.

Tinha, então, o povo diante de si; mas este, igualmente, virava-se em direção ao leste e tinha, pois, o sacerdote detrás de si. Todos rezavam, virados juntos para o Senhor (ad Dominum).

Não houve então, na Antiguidade Cristã, celebração versum populum?

O que é seguro é o seguinte:

1. Que não era a regra geral;

2. Que se ocorreu, não era na intenção de colocar sacerdote e fiéis face a face. A ideia segundo a qual o celebrante deveria celebrar virado para os fiéis é uma ideia de origem luterana. Não se a encontra jamais antes.

Notas:

[285] Paulo VI, Audiência Geral de 19 de novembro de 1969; DC nº 1552 (1969), p.1056.

[286] Pio XII, encíclica Mediator Dei.

Catecismo Católico da Crise na Igreja. Pe. Mathias Gaudron.

Notas da imagem:

"Missa Afro" e a síntese de todos os erros. Declarou também o corajoso e zeloso, bispo Athanasius Schneider: "Após o Concílio, os modernistas e até os verdadeiros maçons assumiram 'altas posições' na Igreja. Com Francisco, os 'verdadeiros hereges' e os 'negadores da verdade católica' não são apenas 'promovidos a altos cargos na Igreja', mas também 'recebem uma recompensa por sua traição a Cristo'", alertou Schneider.


"Mas ai daquele homem por quem o Filho do Homem é traído! Seria melhor para esse homem que jamais tivesse nascido! Judas" (São Mateus 26, 24)

Disse Santo Ambrósio de Optina, sobre o Fim dos Tempos e os hereges que irão querer dominar a Igreja:

"Quando você ver nas Igrejas o descaso (indiferença com o Sagrado) aos atos Divinos, aos ensinamentos dos Santos, e da ordem estabelecida por Deus, saiba que os hereges já estarão presentes. O Senhor disse que eles podem ser facilmente reconhecidos pelos seus frutos".

Continue lendo:

Vale a pena ler também:

Recomendamos os produtos abaixo:

Compartilhe este texto: