Carrinho de compras

Você ainda não adicionou nenhum produto em seu carrinho de compras.

Mulher modesta sentada na escada

A vossa modéstia seja conhecida de todos os homens

A mais resplandecente pérola de uma jovem é a Modéstia, guardai-vos, pois, no vestir, no olhar, no andar, na cabeça e em todo o corpo, em casa e fora de casa; sempre e por toda a parte resplandeça em vós esta virtude.

São Paulo, recomendando aos fiéis a Modéstia, diz-lhes: “Que a vossa Modéstia seja conhecida de todos os homens, pois o Senhor está junto de vós”.

“A beleza se não for temperada pela Modéstia é uma provocadora dos ape­tites animais, que mui facilmente atacam a fortaleza da alma e a derribam em pou­co tempo.” (“O Decênio Crítico”, por um Assistente da Ação Católica, Cap. IV, Art. II, a).

Santo Agostinho diz às virgens cristãs: “Fugi da companhia e da palavra das mu­lheres, cuja doutrina não é conforme ao Evangelho e cuja vida é por qual­quer forma digna de censura”.

“Comporta-te com a Modéstia e a reserva que terias se contigo estivessem Je­sus e Ma­ria!” (“Imitação de Maria”, por um religioso anônimo, Liv. II, Cap. XXVIII).

“Uma recomendação particular a vós, meninas. Sede sempre modes­tas no ves­tir, no porte e no falar; modestas em tudo, para não serdes nunca motivo de es­cândalo para ninguém. Não imiteis certas jovens descaradas, que, talvez mes­mo sem pensar, le­vam uma vida que, por le­viandade de trato, é inteiramente escanda­losa e causa de tantos pecados.” (Teólogo Giuseppe Pe­rardi, “Novo Manual do Cate­quista”, Part. II, n. 199).

“A donzela vaidosa é uma enviada do Demônio, porque a vaidade é mais que irmã da impu­reza, é sua mãe.” (Manual da Pia União das Filhas de Maria, Cap. IV, “5ª regra para todo o tempo”, 5º Ponto, pp. 122-123, traduzido do italiano pelo Côn. Dr. Ana­nias Corrêa do Amaral, 11ª edição, Porto, 1926).

Ao levantar-vos “vesti-vos com toda a Modéstia… À noite… despi-vos com toda a Modéstia, pensando na presença de Deus e do Anjo da Guarda, pois que, essa noite poderá ser a última da vossa vida, e perguntai a vós mesma: Onde aparecerei de manhã? Continuarei neste mundo como até aqui, ou aparecerei na Eter­nidade? E será no Céu ou no In­ferno?” (Manual da Pia União das Filhas de Maria, Cap. IV, “1ª regra para todos os dias”, 2º e 9º Ponto, pp. 114-118, Porto, 1926).

Artigo de sexta-feira, 26 de abril de 2019.

Tags: donzela jovem modéstia

Compartilhe no WhatsApp