Carrinho de compras

Você ainda não adicionou nenhum produto em seu carrinho de compras.

Garota vestida com modéstia segurando flores

Algumas regras de modéstia cristã

Como estamos hoje, constatando uma tendência indiscreta em tornar leviana a maneira de se vestir, não parece inútil lembrar alguns princípios de modéstia cristã que dizem respeito a isso:

1. A indecência é um pecado de escândalo; o pecado de escândalo é para o próximo uma causa de pecado, do qual uma boa parte da responsabilidade e da pena deve ser atribuída ao que o causou.

2. Não é permitido em nenhum caso vestir uma roupa indecente. Não pode, com certeza, ser chamada saia decente aquela que não cobre os joelhos quando a pessoa está sentada, ou que deixa aparecer, por fendas ou por transparência, aquilo que o pudor não permite mostrar, isto é, as pernas acima dos joelhos. A mesma coisa deve ser dita das roupas – tanto masculina como feminina – que ficam marcando as formas do corpo.

3. Quanto ao decote e aos ombros descobertos, eis o que o Cardeal Vigário do Papa Pio XI dizia: “Um vestido cujo decote desce a mais de dois dedos para baixo da base do pescoço e que não cobre os braços até o cotovelo*, não pode ser chamado decente.”

Além dessas regras gerais, a visita a uma igreja exige um traje correspondente à santidade desse lugar.

* Obs: devido a condições de mercado impossíveis de alterar, as mangas curtas são toleradas, temporariamente, com Aprovação Eclesiástica, até que a feminilidade Cristã se volte de novo para Maria, como o modelo do Pudor no vestuário.

Monsenhor Bernard Fellay, Superior Geral da Fraternidade S. S. Pio X.

Artigo de sexta-feira, 25 de agosto de 2017.

Tags: escândalo indecência medidas modéstia

Compartilhe no WhatsApp